Notícias >> Política
  •  

    Em 14/12/2018

     

    Disputa apertada: Câmara de Igaracy elege novo presidente para o próximo biênio

     



               Por Redação da Folha – A eleição para a presidência da Câmara Municipal de Igaracy ocorreu na noite dessa quinta-feira, 13, durante sessão legislativa do parlamento mirim, que atualmente é presidido pelo vereador Geraldo Antas, que não concorreu à reeleição.

                A disputa pela presidência legislativa foi entre os vereadores Geraldo Regina e Antônio Vital, que substit Ademilton Santino na cabeça de chapa, mas a eleição transcorreu tranquila, e o placar foi apertado.

                Por cinco votos a quatro do concorrente, o eleito foi Geraldo Regina (foto), do PRP. Embora ligado politicamente ao prefeito, o presidente eleito da Câmara venceu graças ao apoio dos três vereadores da oposição. Ele assume a partir de primeiro de janeiro e comandará o legislativo até dezembro de 2020.

     

     

     Matéria exclusiva da Folha. Proibida a reprodução total ou parcial. Se você vê este texto em outro site ou blog denuncie (jfolhadovale@gmail.com). É preciso respeitar o direito autoral.

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 07/12/2018

     

    Dois vereadores disputam comando da Câmara de Igaracy, um deles com apoio da oposição

     



                Por Redação da Folha – Dois vereadores estão inscritos para disputar a presidência da Câmara Municipal de Igaracy. A eleição está prevista para acontecer na sessão ordinária do legislativo no próximo dia 13.

                Os dois postulantes são Geraldo Batista, conhecido como Geraldo de Zé Regina, e o outro é Ademilton Santino, tratado popularmente como Golinha, ambos ligados politicamente ao prefeito Lídio Carneiro, mas um deles tem o apoio da oposição, que é Geraldo.

                A maior parte da chapa de Geraldo é integrada por vereadores da posição ao governo municipal. No caso de vitória, cargos importantes da mesa diretora ficariam com o grupo oposicionista, algo que talvez o prefeito não queira e é provável que tente alguma interferência no pleito, o que é comum em todos os legislativos.

                  Quem vencer a eleição tomará posse dia primeiro de janeiro em substituição ao atual presidente legislativo, Geraldo Antas, que não disputará a reeleição.

     

     

              Matéria exclusiva da Folha. Proibida a reprodução total ou parcial. Se você viu este texto em outro site ou blog denuncie (jfolhadovale@gmail.com). Furto a propriedade intelectual também é crime.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 18/11/2018

     

    Com maioria, oposição de Diamante planeja fazer presidência da Câmara Municipal

     



                Por Redação da Folha – De acordo com alguns vereadores de oposição em Diamante, o bloco oposicionista cresceu e hoje é formado por seis parlamentares mirins, maioria no legislativo municipal. Esse fortalecimento poderá levar a oposição ao domínio político da Câmara, segundo o vereador Detinho Marrocos (foto).

               Agora com maioria consolidada, os vereadores planejam conquistar a presidência da Câmara Municipal, atualmente ocupada por um aliado político do grupo que comanda a Prefeitura.  A eleição da Mesa Diretora da Câmara será no dia 2 de janeiro e a oposição já tem um candidato a presidente: é o vereador Adriano Santos.

               A oposição também planeja aprofundar a fiscalização sobre os gastos da Prefeitura e as falhas da gestão municipal. De acordo com alguns vereadores, há muitos problemas na atual administração e a Câmara precisa dar respostas à sociedade.

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 30/10/2018

     

    Em Itaporanga, a comparação entre a abstenção do 1º e 2º turnos das eleições

     



                Por Isaías Teixeira/Folha do Vale – Em Itaporanga, maior colégio eleitoral do Vale, a taxa de abstenção no 2° turno foi maior do que a registrada no 1° turno. Foram 21,30% (3.489) eleitores que não compareceram para votar contra 19,34% (3.167), um aumento de 322 ausentes às urnas na votação do último domingo, 28.

                Com relação à votação no município para presidente, 12.259 eleitores locais, o equivalente a 95,12% do eleitorado total, validaram os votos para presidente no 2° turno, número pouco superior aos votos validados no 1° embate eleitoral, que chegaram a 12 mil (90,85%).

                Sobre os votos em branco e nulos, eles foram maior no 1° turno: os votos brancos somaram 248 (1,88%) ante 158 (1,23); e os nulos alcançaram 960 (7,27%) contra 471 (3,65%).

                De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 16.375 eleitores de Itaporanga estavam aptos a votar no 1° turno, que ocorreu no dia 7 deste mês e 16.377, no 2°, cuja votação se deu no último domingo, 28.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 28/10/2018

     

    Em Itaporanga, adolescente é detido pela PF por suposta quebra do sigilo do voto

     



                 Por Redação da Folha – Policiais federais detiveram um adolescente em sua casa, na Praça Balduino de Carvalho, no centro de Itaporanga, na manhã deste domingo de eleições, 28, instantes depois do jovem supostamente postar em grupos de whats app imagens do seu voto feitas por celular.

                Detido, o adolescente foi conduzido ao fórum da cidade, onde o operativo da PF está instalado, e deverá prestar esclarecimentos ao delegado e está sujeito a procedimento especial por infração à legislação eleitoral, que prever pena de detenção de até dois anos, mas, por se tratar de um delito de baixo potencial ofensivo, não resulta em privação de liberdade.

                As informações são de que adolescente detido é um estudante de boa conduta e, tudo indica, tenha feito as imagens da eletrônica durante o seu voto por desconhecer que se trata de um ato delitivo. Com a difusão das imagens, a polícia tomou conhecimento e fez da detenção.

     

     

     

     

  •  

    Em 23/10/2018

     

    Dos 5 candidatos a federal mais votados no Vale, 4 foram reeleitos e um é marinheiro de 1ª viagem

     



                 Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - O deputado federal Hugo Motta (PRB), de 29 anos, que nasceu em João Pessoa, mas fez carreira política em Patos, sua base familiar e eleitoral, foi o mais votado para a Câmara Federal no Vale. Dos 92.468 votos que obteve em todo o estado, a 5ª maior votação entre os 12 eleitos, a região deu a Hugo 13.430 votos. Essa votação foi superior ao desempenho eleitoral que Motta teve no município patoense, onde foi majoritário com 12.767 sufrágios.

                 Apesar de jovem, Hugo vai para o seu terceiro mandato consecutivo em Brasília. O filho do deputado estadual Nabor Wanderley (PRB), também reeleito para a Assembleia Legislativa, foi majoritário em 7 dos 20 municípios regionais: Conceição (3.650), Olho D’água (1.658), Boa Ventura (1.460), Santana dos Garrotes (1.440), Catingueira (1.232), Emas (854) e Diamante (789).

                 O segundo candidato mais bem votado na região foi o deputado estadual Gervásio Maia Filho (PSB), de 43 anos, eleito pela primeira vez para a Câmara Federal. Ele teve como principal cabo eleitoral o governador Ricardo Coutinho (PSB) e foi o campeão de votos em toda a Paraíba com 146.860 sufrágios, dos quais 12.682 foram conquistados no Vale. Gervásio é natural de São Paulo, mas suas raízes familiares são de Catolé do Rocha.

                  Herdeiro político do pai, o ex-deputado Gervásio Maia, e do avô, o ex-governador paraibano João Agripino Filho, ambos já falecidos, Gervasinho, como é tratado carinhosamente pela família e amigos, foi o mais votado na região em dois municípios: Itaporanga (2.631) e Nova Olinda (594).

                  Outro parlamentar que obteve uma consagrada votação no Vale e no estado foi o sertanejo de São José de Piranhas, Wellington Roberto (PR), de 59 anos, radicado em Campina Grande há muito tempo. Ele foi o terceiro mais votado na região com 10.659 votos, 9,9% da votação total na Paraíba, que chegou a 107.465 sufrágios, a terceira maior no estado. Reeleito, o deputado foi majoritário em cinco municípios: Ibiara (1.935), Igaracy (1.668), São José de Caiana (1.403), Serra Grande (1.319) e Pedra Branca (1.305).

                 O candidato a federal com a quarta maior votação no Vale foi o campinense Damião Feliciano (PDT), de 66 anos, que obteve 6.592 na região. O marido da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) também foi o quarto mais votado no estado: conseguiu 100.876 votos e renovou o mandato. Ele foi o mais votado em três municípios regionais: Coremas (3.722), Santa Inês (1.302) e Santana de Mangueira (842).

               O também campinense Aguinaldo Ribeiro (PP), de 49 anos, foi o quinto candidato mais bem votado à Câmara Federal no Vale e o segundo no estado. Dos 120.220 votos que teve na Paraíba, a região contribuiu com 4.627 sufrágios. O irmão da senadora eleita Daniela Ribeiro (PP) foi o majoritário em apenas um município regional: Piancó deu-lhe 2.713 votos.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 13/10/2018

     

    TJ mantém inabilitação de ex-prefeito de Conceição para cargos públicos por 5 anos, mas ainda cabe recurso

     



              Por Clélia Toscano e Gabriela Parente/TJPB/Redação da Folha -  A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba, deu provimento parcial à Apelação interposta pela defesa de Alexandre Braga Pegado, ex-prefeito de Conceição, para readequar a sanção pecuniária para 17 dias-multa e fixar o regime inicial semiaberto. O ex-gestor teve mantida a condenação a cinco anos e quatro meses de reclusão pelo crime do art. 89 da Lei 8.666/93 (dispensa de licitação em continuidade delitiva). O relator do processo foi o desembargador Arnóbio Alves Teodósio, que não conheceu da preliminar de inépcia da denúncia.

              No voto, o magistrado também proveu parcialmente o recurso ministerial, para condenar o apelante nas sansões do artigo1º, I, do Decreto-Lei nº 201/1967 (que dispõe sobre a responsabilidade de prefeitos e vereadores), duas vezes, em concurso material, à pena de quatro anos de reclusão, no regime aberto, substituída por duas restritivas de direito: prestação de serviços à comunidade e limitação de fim de semana, ambas pelo período da condenação. Também foi mantida a inabilitação para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, por um período de cinco anos.

               As apelações (0001015-33.2009.815.0151) foram interpostas pela defesa e pelo representante do Ministério Público estadual, contra sentença prolatada pelo Juízo da 2ª Vara da Comarca de Conceição, que afirmou estar comprovado o descumprimento das exigências referentes à formalização de procedimentos de dispensa de licitação, pois não houve cotação de preços que justificasse a escolha dos respectivos fornecedores.

             No apelo, a defesa do ex-prefeito alegou inépcia da denúncia, que não foi conhecida, por se tratar de matéria “exaustivamente examinada nos autos”, conforme o relator. 

            O desembargador afirmou, também, que a materialidade está comprovada pela farta documentação nos autos, que demonstram a efetivação de despesas licitáveis, sem o devido procedimento licitatório, cuja soma atingiu o valor de R$ 180.181,18. O fato foi destacado pela auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

           “A autoria também é irrefutável, já que o acusado, como chefe do Executivo Municipal, era o ordenador de despesas, não podendo, ademais, alegar desconhecimentos dos fatos, nem tampouco que agiu sem dolo, porquanto tais alegativas são insuficientes para eliminar sua responsabilidade, aliás, que é inerente a sua função pública”, complementou o relator.

            Já o recurso ministerial foi no sentido de requerer a condenação do ex-gestor pelas condutas do artigo1º, I, do Decreto-Lei nº 201/1967: apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio; bem como pela sanção, em seu grau máximo, em relação ao crime do artigo 89 da Lei de Licitações.

            Na sentença, o magistrado reconheceu as irregularidades apontadas pelo acusado na gestão municipal, porém entendeu por sua absolvição, em função da não haver comprovação de dolo. No entanto, o relator apontou que não há dúvidas quanto ao dolo do agente público.

            “Vale assinalar que, diante da demonstração das irregularidades referidas, caberia à defesa do acusado provar que se tratavam de meros e despropositais equívocos, cujos serviços haviam sido devidamente prestados, situação não verificada na hipótese”, declarou o relator.

               Como a decisão é colegiada, o ex-prefeito fica inabilitado para assumir função pública eletiva ou comissionada nos próximos cinco anos, ou seja, já passa a sofrer os efeitos da Lei da Ficha Limpa, mas ainda cabe recurso da decisão. Ele poderá recorrer do que foi votado pela Câmara Criminal do TJ, conseguir uma reforma da decisão e retomar seus direitos políticos.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 08/10/2018

     

    Prefeito contente com o desempenho dos seus candidatos em Aguiar. Vejam números

     



               Por Redação da Folha – Todos os candidatos apoiados pelo prefeito Lourival Lacerda e seu grupo, com exceção de apenas um, venceram em Aguiar e no estado, o que deixou o gestor municipal feliz com o resultado das urnas na eleição desse domingo, 7, mas o pleito ainda não terminou por completo: no segundo turno, Lourival pretende contribuir politicamente para que o petista Fernando Haddad amplie sua vitória no município aguiarense na corrida presidencial.

                Também apoiado pelo prefeito, o governador eleito João Azevedo (PSB) obteve 84,8% dos votos válidos em Aguiar, um resultado percentual muito expressivo e o segundo maior do Vale. Na corrida para a Assembleia, o deputado Branco Mendes, que foi reeleito, obteve a primeira posição em Aguiar: foram 1.338 votos.

                O prefeito também deu apoio à candidatura de Wilson Santiago à Câmara Federal, que foi o primeiro em Aguiar, onde obteve 921 votos. Santiago volta ao Congresso Nacional depois de muito tempo fora do parlamento.

                Um dos candidatos ao Senado apoiado pelo prefeito também venceu em Aguiar: Veneziano Vital, com 2.338 votos, foi o primeiro lugar no município. Cássio Cunha Lima, o outro nome do prefeito ao Senado, ficou em terceiro lugar no município com mais de mil votos.

               “Ficamos bastante satisfeitos e agradecidos a todos que confiam nesse projeto”, comentou o prefeito Lourival Lacerda, que está no segundo ano de seu primeiro mandato na gestão do município.

     

     

             

     

                

  •  

    Em 08/10/2018

     

    Candidato do PT à Presidência venceu em todos os municípios do Vale, e em 4 deles foi quase unanimidade

     



                    Por Redação da Folha – O candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, venceu em todos os municípios do Vale. Seu menor percentual de votos foi em Itaporanga, onde obteve 59, 6%, seguido por Jair Bolsonaro (PSL) com 20,1% e Ciro Gomes (PDT) com pouco mais de 15%.

                    Já nos demais municípios do Vale, a vitória de Haddad foi ainda mais expressiva e, em quatro deles, o candidato do PT, que vai disputar o Segundo Turno, foi quase uma unanimidade: em Santa Inês, por exemplo, ele obteve 80,5% dos votos. Foi o município regional com maior percentual de votos para o petista.

                    Em Santana de Mangueira, Haddad obteve 78,4% dos votos; e em Nova Olinda seu percentual chegou a 76,3%. Depois vem São José de Caiana, onde ele foi votado por 74,2% do eleitorado. A expectativa é que, no Segundo Turno, esses percentuais sejam ainda mais ampliados.

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 06/10/2018

     

    Medidas da Justiça Eleitoral para eleições deste domingo em Itaporanga e no Vale

     



                  Por Redação da Folha – O Vale tem seis zonas eleitorais, duas delas sediadas em Itaporanga (a 33ª e a 42ª), duas em Piancó (a 32ª e a 66ª), uma em Conceição (a 41ª) e uma em Coremas (a 52ª), que correspondem a cerca de 120 mil eleitores em 20 municípios e que vão às urnas neste domingo, 7 de outubro.

                Cada uma das zonas eleitorais tem um juiz e cada magistrado eleitoral toma as medidas que achar conveniente para organização e segurança do pleito, mas isto precisa ter base legal. Em Coremas, por exemplo, o juiz eleitoral Luiz Gonzaga não proibiu a venda de bebidas alcoólicas, mas orientou a população e estabelecimentos, a exemplo de bares e restaurantes, que eleitores bêbados não poderão votar e que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas no dia da eleição e durante as comemorações pode acarretar em problema para o votante.

                Já em Itaporanga, a Justiça Eleitoral da 33ª Zona baixou Portaria, proibindo, terminantemente, “a venda, comercialização e o fornecimento, ainda que gratuito, de bebidas alcoólicas bem como o seu consumo em vias públicas, bares, lanchonetes, restaurantes, supermercados e congêneres, e demais locais abertos ao público, nas cidades de Itaporanga, Serra Grande e São José de Caiana do Estado da Paraíba, no horário compreendido entre as 00h00min (meia-noite) até as 18h00min (dezoito horas) do dia 07 de outubro de 2018."

                Em Itaporanga, a Justiça Eleitoral também proibiu, nas três cidades que integram a 33ª Zona, “que os proprietários e comerciantes de postos de gasolina localizados nas cidades de Itaporanga, Serra Grande e São José de Caiana do Estado da Paraíba se abstenham de vender, comercializar ou fornecer combustível para abastecimento de veículos automotores nos dias 06 e 07 de outubro de 2018, por meio de qualquer espécie de vales, ordem de abastecimento que não estejam previstas em lei, ou, ainda, pela prática do “fiado”, devendo-se a venda dos produtos ser realizada, no período estabelecido no caput, através dos meios legais de pagamento previstos em lei, tais como, dinheiro, cartão de crédito/débito e cheque”.

                Com relação às comemorações, em Itaporanga, elas deverão ficar restritas à Avenida Getúlio Vargas, centro da cidade, e não poderão exceder a meia-noite. O mesmo horário também é válido para as duas outras cidades que integram a 33ª zona.

                Na 32ª Zona Eleitoral, que abrange Piancó, Catingueira e Emas, a Justiça Eleitoral não determinou nenhuma medida restritiva quanto à venda de bebida ou atos de comemoração eleitoral. Bares e restaurantes poderão funcionar durante o dia e noite do domingo, mas votantes embriagados poderão ter problema e não poder exercer seu direito ao voto.

                Em Conceição, onde funciona a 41ª Zona Eleitoral, que abrange quatro municípios, até meados da tarde deste sábado, 5, segundo a Polícia Militar, não havia determinações da Justiça Eleitoral quanto a restrições a comércio de bebida ou a eventos de comemoração, mas a polícia lembrou que já há normas legais que restringem o uso abusivo de bebida alcoólica durante o pleito e o maior prejudicado é o próprio eleitor, que poderá enfrentar problema com a Justiça Eleitoral caso tente votar sob efeito de álcool.

     

     

     

     

     

     

     

                 

     

  •  

    Em 04/10/2018

     

    Zonas eleitorais sediadas em Piancó terão 26 locais de votação em 7 municípios. Vejam cada um deles

     



                 Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - A 32ª e 66ª Zonas Eleitorais, ambas com sede em Piancó e que jurisdicionam sete municípios, terão, juntas, 155 seções eleitorais distribuídas em 26 locais de votação. A 32ª Zona Eleitoral, que terá 13 locais de votação e 69 seções eleitorais, responde por Piancó, Catingueira e Emas, enquanto que a 66ª, com 13 locais de votação e 86 seções, tem responsabilidade pelos municípios de Aguiar, Igaracy, Olho D’água e Santana dos Garrotes.

                 Em Piancó, são 8 os locais de votação, os quais abrigarão 43 seções. O maior número de seções, um total 10, funcionará no Colégio Normal Santo Antônio (057, 058, 067, 068, 069, 087, 089, 090, 091, 110). O segundo maior número de seções funcionará na escola Luciano Freires de Farias: serão oito (048, 055, 066, 077, 078, 092, 101, 108).

                 Na Ademar Leite serão 6 seções (060, 063, 064, 065, 082, 083); cinco seções funcionarão na escola Maria Nazaré Remígio (061, 072, 073, 080, 081); quatro seções funcionarão na Unidade do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – Peti (049, 050, 051, 052); e mais 4 no Educandário Américo Mesquita (053, 054, 070, 071).

               O Instituto Educacional Elizeu Freires Mariz terá 3 seções (074, 075, 076). Três seções (056, 059, 062) também funcionarão no Instituto Educacional Compacto.

               O município de Catingueira terá 3 locais de votação e 16 seções eleitorais. Na escola Maria Celeste Pires Leite funcionarão 7 seções (004, 009, 011, 012, 013, 014, 112); no Colégio Firmino Ayres Dantas serão abrigadas 5 seções (001, 002, 003, 010, 106); e 4 seções (005, 006, 007, 008) irão funcionar na escola Inácio da Catingueira.

               No município de Emas, 2 locais de votação e 10 seções. Sete seções (016, 017, 020, 021, 022, 023, 109) funcionarão na escola Vicente Nunes Tavares e 3 (018, 019, 107) na creche Angelita Pereira de Souza.

                Locais de votação e seções da 66ª Zona Eleitoral

               Em Aguiar, o município terá 3 locais de votação e 17 seções eleitorais. O Colégio Bernardino Bento acomodará 7 seções (001, 002, 003, 004, 009, 010, 011); no grupo escolar Padre Aristides 6 seções (012, 013, 014, 015, 016, 079) e 4 seções (005, 006, 007, 008) no prédio onde funciona o Cras.

                 O município de Igaracy votará em 2 locais com 20 seções eleitorais à disposição dos eleitores. Doze seções (019, 020, 021, 022, 025, 026, 027, 028, 029, 030, 092, 095) funcionarão na escola Joselita Brasileiro e 8 seções (023, 024, 031, 032, 033, 034, 035, 036) na Manoel Jackson de Nicácio.

                Olho D’água terá 4 locais de votação e 25 seções eleitorais. Na escola Antônio Avelino de Almeida funcionarão 13 seções (099, 100, 101, 102, 103, 104, 105, 106, 107, 108, 109, 110, 111); a Júlio Minervino abrigará 4 seções (112, 113, 114, 115); outras 4 seções (116, 117, 118, 119) serão abrigadas na Cônego Manoel Otaviano) e mais 4 seções (120, 121, 122, 123) na escola Manoel Procópio.

                 Santana dos Garrotes também terá 4 locais de votação e 24 seções eleitorais. Nove seções (054, 055, 056, 057, 058, 059, 073, 074, 078) funcionarão na escola Felizardo Leite; 7 seções (053, 060, 061, 062, 063, 064, 065) na Dr. Felizardo Teotônio Dantas; 6 seções (069, 070, 071, 072, 082, 094) no Colégio Júlio Laurindo de Almeida, localizado no Povoado Pitombeira, zona rural do município; e 2 seções (067, 068) no grupo escolar de Palestina, Povoado Palestina, também na zona rural.

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 02/10/2018

     

    Em Aguiar, 4,4 mil eleitores aptos a votar. Vejam onde vão funcionar as seções eleitorais

     



               Por Redação da Folha – Um quantitativo de 4.479 eleitores, dos quais 51,3% são mulheres, estão aptos para irem às urnas em Aguiar no próximo domingo, 7 de outubro.

                Em Aguiar funcionam 17 seções eleitorais em três locais de votação. No COLÉGIO ESTADUAL BERNADINO BENTO vão funcionar as seções: 001, 002, 003, 004, 009, 010 e 011.  No CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (CRAS) também serão instaladas seções. São as seguintes: 005, 006, 007 e 008. As demais seções eleitorais vão funcionar no GRUPO ESCOLAR PADRE ARISTIDES: são elas a 012, 013, 014, 015, 016 e 079.

                A expectativa é de uma eleição tranquila em Aguiar, que está sob a jurisdição da 66ª Zona Eleitoral, que tem sede em Piancó e é comandada pelo juiz Odilson de Morais e pelo promotor José Leonardo Clementino Pinto.  

     

     

     

     

     

  •  

    Em 28/09/2018

     

    Para orientação do eleitor: vejam os locais de votação em Piancó, Conceição e Coremas

     



                Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - De acordo com levantamento da Folha junto à Justiça Eleitoral, as cidades de Conceição, Piancó e Coremas, três dos maiores colégios eleitorais do Vale, terão, juntos, 21 locais de votação e o funcionamento de 142 seções eleitorais no pleito de 7 de outubro próximo.

                Em Conceição, sede da 41ª Zona Eleitoral, são 56 seções distribuídas em oito locais de votação. Os dois maiores locais de votação são o Ceps CC1 Maestro José Siqueira, que abrigará 15 seções (001, 002, 003, 004, 005, 006, 007, 008, 032, 033, 055, 056, 057, 142, 143), e a escola Raimunda Leite Sobrinha (009, 010, 011, 012, 013, 014, 015, 016, 044, 047, 051, 052, 139, 141), com 14 seções.

                Oito seções serão abrigadas na escola Calula Leite (021, 022, 023, 024, 025, 026, 037, 149); cinco na escola Bindo Leite (017, 018, 019, 020, 034); cinco na escola Nossa Senhora de Fátima (042, 043, 115, 148, 150); três na José Leite (132, 133, 134); três na Professor José Raimundo de Sousa Neto (038, 039, 040); e mais três na Francisca Soares de Lacerda – Dona Chicola (041, 053, 054).

                Na cidade de Piancó, que sedia a 32ª Zona Eleitoral, igualmente são oito os locais de votação, os quais abrigarão 43 seções. O maior número de seções, um total dez, funcionará no Colégio Normal Santo Antônio (057, 058, 067, 068, 069, 087, 089, 090, 091, 110). O segundo maior número de seções funcionará na escola Luciano Freires de Farias: serão oito (048, 055, 066, 077, 078, 092, 101, 108).

               Na Ademar Leite serão seis seções (060, 063, 064, 065, 082, 083); cinco seções funcionarão na escola Maria Nazaré Remígio (061, 072, 073, 080, 081); quatro seções funcionarão na Unidade do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – Peti (049, 050, 051, 052); e mais quatro no Educandário Américo Mesquita (053, 054, 070, 071).

               O Instituto Educacional Elizeu Freires Mariz terá três seções (074, 075, 076). Três seções (056, 059, 062) também funcionarão no Instituto Educacional Compacto.

                Em Coremas, município-sede da 52ª Zona Eleitoral, são cinco locais de votação e 43 seções, 12 das quais irão funcionar na escola Carlos Luiz de Araújo (019, 021, 025, 028, 029, 030, 031, 034, 035, 039, 040, 041). A escola Advogado Nobel Vita sediará 10 seções (002, 003, 010, 011, 018, 020, 022, 027, 032, 037).

               A escola Santa Rita de Cássia ficou com oito seções (001, 004, 005, 006, 007, 008, 009, 012), enquanto que sete funcionarão no Instituto Educacional Branca de Neve (013, 014, 015, 016, 017, 036, 038) e seis na escola infantil Antônia Maria da Conceição (023, 024, 026, 033, 042, 043).

     

     

     

     

     

  •  

    Em 27/09/2018

     

    A 10 dias das eleições, prefeito de Pedra Branca fala sobre andamento do pleito no município

     



                Por Redação da Folha – A menos de duas semanas das eleições de outubro próximo, a campanha eleitoral está transcorrendo dentro da normalidade no município de Pedra Branca, conforme o prefeito Allan Bastos, que está satisfeito com o curso da campanha e espera que a mesma regularidade seja mantida até o fim do pleito.

                Pedra Branca tem 3.752 eleitores aptos a vota nas eleições de 7 de outubro. Sobre a corrida eleitoral, prefeito está crente no bom desempenho dos seus candidatos nas urnas. Ele justifica seu apoio à reeleição à Câmara Federal de Wellington Roberto pelo fato do parlamentar ter sido responsável pela liberação de milhões de reais para o município, dinheiro que, conforme o gestor municipal, foi transformado em importantes obras para Pedra Branca.

                Sobre seu apoio ao candidato a deputado estadual Tarciano Diniz, o prefeito argumenta que o Vale precisa de um filho da terra para lutar pelos interesses regionais na Assembleia Legislativa. Allan Bastos também trabalha politicamente pela eleição ao governo estadual de João Azevedo por considera as muitas e importantes obras do governo Coutinho no município e região, entre as quais o asfaltamento da rodovia PB- 356 e a construção da adutora e estação de tratamento d’água. “Pela primeira vez na história, a população tem água tratada para seu consumo, que era um sonho nosso poder trazer esse benefício para a cidade”, comentou.   

                Já para o Senado, o prefeito de Pedra Branca está apoiando as candidaturas de Luiz Couto e Veneziano Vital, que integram a base política de apoio a chapa de João Azevedo.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

  •  

    Em 25/09/2018

     

    Mudança em vários locais de votação em Itaporanga. Vejam aqui onde vai funcionar cada seção

     



                 Por Redação da Folha – Para a eleição deste ano, que ocorrerá em 7 de outubro, houve algumas mudanças em locais de votação em Itaporanga, que integra a 33ª Zona Eleitoral e tem 52 seções eleitorais.

                  Várias seções eleitorais mudaram de lugar. Todas as urnas que funcionavam na Escola Semeão Leal, centro da cidade, por exemplo, foram transferidas para o Colégio Diocesano, que fica no Alto do Ginásio. As seções que funcionavam na Escola Manoel Diniz também mudaram de local.

                Confiram os locais onde vão funcionar as seções de Itaporanga para o pleito deste ano: Na Escola Padre Diniz vão funcionar as seguintes seções: 055, 056, 057, 058, 059, 060, 061, 073, 074, 075, 080, 121 e 144.

                Na escola Adalgisa Teódulo da Fonseca votam os eleitores das seções: 053, 054, 062, 064, 072, 081, 084, 116, 122, 127 e 134.

                Treze seções vão funcionar na escola Professor Alencar Neves: 042, 043, 044, 045, 046, 063, 065, 066, 067, 082, 083, 117 e 129.  

                No Colégio Diocesano Dom João da Mata são as seguintes seções: 051, 052, 068, 069, 070, 071, 076, 077, 078 e 079. Cinco seções serão instaladas na Escola Municipal Santa Mônica: 047, 048, 049, 050 e 155.  

     

     

     

     

     

Aguarde um momento... Está carregando!
Desculpe, não foi encontrado nenhum resultado.

 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados