Em 04/08/2018

 

Violência institucional: um câncer que afeta todos e poucos dão conta

 



         Coluna Curto & GrossoTodos sabem e sentem que o Brasil é um país violento, mas a pior violência que enfrentamos, e muitos nem percebem, é a violência institucional. Esse tipo de violação é o pior porque infecciona a democracia (alicerce de qualquer sociedade civilizada) e afeta direitos e a dignidade humana, sendo a causa-mãe de outros gêneros de violência, especialmente aqueles encontrados nas ruas e chamados de “violência comum”.

            A seguir um retrato resumido de um câncer social que nos afeta enquanto sociedade sem que o notemos, mesmo sentindo seus efeitos: uma violência produzida por agentes e intituições públicas que são custeados pelos impostos dos cidadãos e deveriam fazer o bem, mas, muitas vezes, fazem o mal e geram o mal.

          São os abusos e violações do poder: a escola que não ensina; o hospital que não cura ou não atende; o posto de saúde que não funciona; a cultura sem arte; uma polícia que grita e agride mesmo sem razão; uma obra pública deixada pela metade; um esgoto que corre na porta de casa; uma família sem moradia; um conselho tutelar despreparado; um legislativo que não produz; o agricultor sem terra; um sistema judiciário arrogante; bancos avarentos além da conta; os desvios nas Prefeituras; as carências nas periferias; as prisões descabidas; a assistência social que judicializa e policializa o que poderia resolver com afeto e apoio; as balas oficiais que furam casebres e corações de moços e moças; ruas cobertas de poeira ou lama; a água que falta; a humilhação que sobra; as verbas públicas que desaparecem; meninos sem esperança; a fome a mostrar a cara; os desgovernos a mostrarem a face.  

            Toda essa brutalidade institucional nos últimos 50 anos construiu o Brasil que vivemos hoje: o país dos assassinatos, dos roubos, do tráfico, das milícias, da homofobia, do feminicídio, dos sequestros, estupros, estelionatos, lulismos, bolsonarismos. Enquanto persistirem as omissões e abusos do poder, a sociedade não mudará: continuará virulenta e violenta.

 

 

 

 


 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados