Em 22/05/2021

 

Todos os fugitivos da cadeia de Itaporanga respondem por crime patrimonial. Vejam cada um dos delitos

 



        Por Redação da Folha – Sete detentos da cadeia de Itaporanga fugiram por um buraco aberto na parede lateral da cela 4 da unidade prisional, que fica no centro da cidade e está superlotada. Antes da fuga eram 75 internos. 

         Seis detentos que estavam na cela arrombada preferiram não fugir ou não conseguiram passar pelo espaço aberto, que é pequeno, mas a maoria dos ocupantes do vão prisional foi embora. Eles improvisaram ferramentas e fizeram o buraco provavelmente horas ou dias antes. Esperaram o momento ideal para fugir e conseguiram. A fuga foi por volta das 10 horas da noite dessa sexta-feira, 21. Aproveitaram o momento que a guarda da cadeia estava voltada para o atendimento a um detento de outra cela. O homem disse que estava passando mal e foi preciso acionar o SAMU para socorrê-lo.  

          Depois de passarem pelo buraco aberto na cela e alcançar o pátio, eles pularam a parede do muro da cadeia e deram na Rua Irineu Rodrigues. Populares viram os detentos fugindo e acionaram a polícia, mas eles conseguiram escapar. As câmeras de segurança da cadeia não estão funcionando e a cerca eletrificada que cobre a parede mural também não, o que facilitou a fuga.  

         Dois dos fugitivos são Matheus da Silva Belarmino, de 19 anos, e Valdeni Alves Ferreira, de 31, conhecido como Cutuca, ambos de Piancó e que respondem por um roubo a um casal no loteamento Paul’us, em Itaporanga, em agosto do ano passado.

            Felipe Bento da Silva, 25 anos, apelidado de Bananinha, de Itaporanga, é condenado por um assalto em Boa Ventura anos atrás. Faltavam apenas quatro meses para ele deixar a cadeia, mas preferiu sair antes pela via da fuga.

           Segundo ainda informações colhidas pela Folha, o fugitivo Leandro Silva Cândido, de 22 anos, que também é de Itaporanga, foi preso recentemente depois de roubar dois celulares em Pedra Branca. Ele também respondia, no regime semiaberto, pelo mesmo assalto do qual participou Bananinha.

          Com relação ao fugitivo Rafael Batista da Silva, de 23 anos, conhecido como Lobão, que é de Itaporanga, ele cumpria pena de 5 anos e 9 meses de reclusão por um assalto a uma sorveteria localizada na Rua Manoel Medeiros Maia, no centro de Itaporanga, no ano passado.

           Reginaldo Honorato Cassiano, de 30 anos, que é de Serra Grande, estava preso pode determinação judicial também por causa de crime contra o patrimônio.  Já Vinícius Silva dos Reis, 25 anos, que é de Itaporanga, cumpria pena de 12 anos e 11 meses de reclusão por um assalto a Loja Rocha, localizada em São José de Caiana, em dezembro de 2020.

 

 


 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados