Em 08/03/2019

 

Pré-candidato a prefeito, dirigente do MDB de Itaporanga questiona gestão Divaldo

 



                Por Redação da Folha – Com o aval do dirigente maior do MDB da Paraíba, o senador José Maranhão, o ex-vereador Ricardo Pinto, que preside o partido em nível local, planeja disputar a Prefeitura de Itaporanga em 2020.

            Conforme Ricardo, que esteve recentemente com Maranhão (foto), o MDB estadual comunga do seu projeto eletivo e dará todo apoio para o êxito eleitoral das candidaturas proporcionais e majoritária do partido no próximo ano em Itaporanga.

            De acordo o pré-candidato, seu projeto político baseia-se na necessidade por mudanças profundas em Itaporanga para que o município retome o real sentido da gestão pública, que é combater a desigualdade social como meio de fortalecimento da cidadania, do progresso e da paz. “Hoje Itaporanga tem um prefeito que não dialoga com ninguém e muito menos com os mais pobres, vive ausente da vida municipal e não tem nenhuma iniciativa própria de gestão, pois as poucas coisas que têm aí vêm de projetos e iniciativas anteriores à sua gestão ou por determinação do Ministério Público”, comentou Ricardo Pinto.

            Segundo ainda o pré-candidato, um dos grandes problemas da atual gestão é o menosprezo pelos mais pobres. “Pobre não tem acesso à assistência nem saúde, por isso a pobreza aumentou no município; o pequeno agricultor não tem direito a um corte de terra gratuito, mas há dinheiro para evento empresarial, e nada há para o jovem, que sofre com o desemprego e o desamparo”, argumentou.

            Conforme ainda Ricardo, nunca se viu tanta dificuldade de acesso das pessoas mais pobres e sem amparo político aos serviços básicos de saúde por falta constante de médicos nos PSFs e ainda mais difícil, segundo ele, é o acesso aos serviços especializados: consultas e exames. “Saúde, educação e assistência social, que deveriam ser serviços de qualidade pelo volume financeiro da Prefeitura, são hoje grandes problemas e quem mais sofre é aquele que precisa”, disse o ex-vereador, ao completar: “hoje o setor mais eficiente da Prefeitura é o que cobra multa nas ruas, oprimindo a sociedade com autos de infração abusivos no trânsito, o que só trás conflito e revolta em vez de solução para o tráfego urbano”.

            Ricardo disse ainda que começou a elaborar um plano de governo para Itaporanga, ouvindo vários setores da sociedade local e pretende apresentá-lo à população brevemente. “Não adianta dizer que é candidato e não ter planos nem metas e propostas para apresentar e debater com a sociedade; e por isso mesmo é que nossa pré-candidatura será alicerçada em projetos viáveis e seguros para Itaporanga”, argumentou.

 

            Texto jornalístico exclusivo da Folha. Proibida a reprodução total ou parcial. Se você vê este texto em outro site ou blog denuncie (jfolhadovale@gmail.com). É preciso respeitar o direito autoral.

 

 

 

 

 


 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados