Em 11/07/2019

 

Na maior e mais rica cidade do Vale, alunos do município sem material escolar e pais queixosos

 



               Por Redação da Folha – Uma dona de casa de 32 anos, mãe de 4 filhos e moradora do Alto das Neves, em Itaporanga, desabafa: “Desde que ela começou a estudar, no começo do ano, essa menina ainda não recebeu nada e está estudando com um caderno emprestado”, comentou a mulher, ao apontar para uma das filhas que é aluna da rede municipal.

                Com o marido sem trabalho fixo e um filho doente, ela diz que não tem condições de comprar material escolar para as crianças. O caso dela não é exceção: grande parte dos pais que têm filhos em escolas da Prefeitura de Itaporanga enfrentam dificuldades para comprar o material escolar dos filhos, pois são famílias pobres ou em extrema pobreza. Por isso, em muitos casos, meninos e meninas frequentam as aulas sem o material escolar necessário ou adequado, o que compromete a aprendizagem.

                Conforme queixa de muitos pais de alunos, este ano a Prefeitura ainda não distribuiu nenhum utensílio escolar para os educandos, embora as escolas já estejam no segundo semestre letivo. “É capaz de não darem nada este ano ou quando chegar alguma coisa, o ano já ter terminado”, diz uma mãe de alunos moradora da Vila Mocó, ao revelar que sua filha só reiniciou o ano letivo porque recebeu a doação de um caderno e lápis feita por terceiros, mas os outros filhos estão sem material suficiente e sua única renda é uma Bolsa-Família.

                De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), o poder público tem o dever de garantir material escolar e didático em sua rede de ensino como ação básica para mover o processo de ensino/aprendizagem, mas o desrespeito à legislação educacional é um problema antigo em Itaporanga, a maior e mais rica cidade regional, e parece que cada vez mais se agrava.

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados