Em 19/12/2018

 

Golpe do “Primo no Prego” faz mais uma vítima no Vale, agora em Nova Olinda

 



            Por Redação da Folha – O golpe é velho, mas ainda costuma funcionar. Muita gente no Vale já caiu na fraude e perdeu dinheiro. O falsário liga para a vítima e se passa por primo dela, diz que está de viagem à cidade, vindo de São Paulo, mas o carro quebrou na estrada e está precisando de dinheiro.

          Preocupadas em ajudar, muitas pessoas deixam a razão de lado e age pela emoção, sem qualquer questionamento, e só depois que deposita o dinheiro percebe que foi vítima de um golpe. Foi o que aconteceu, por exemplo, no último dia 17 com um pedreiro de 38 anos da cidade de Nova Olinda.

               Imaginando que estava ajudando um primo que se encontrava no prego em Campina Grande, o pedreiro depositou 2 mil e 800 reais em três contas da Caixa Econômica fornecidas pelo golpista, e ficou no prejuízo. Apesar dos falsários utilizarem um banco para aplicar os golpes, o que facilitaria uma investigação, os casos sucedem-se no Vale e em todo país, mas não há uma apuração profunda sobre os casos.

          No caso do pedreiro de Nova Olinda, ele procurou a Polícia Civil e prestou uma queixa, fornecendo à polícia o telefone pelo qual fizeram a ligação e as contas e titulares beneficiados, mas é pouco provável uma solução para o seu caso.

 

          Matéria exclusiva da Folha. Proibida a reprodução total ou parcial. Se você vê este texto em outro site ou blog denuncie (jfolhadovale@gmail.com). É preciso respeitar o direito autoral.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados