Em 27/11/2019

 

Em Conceição, audiência pública discute evasão escolar depois de mudança implantada pelo governo

 



            Por Redação da Folha – Por iniciativa do secretário de Agricultura Edvaldo Ramalho, que também atua no magistério, a Câmara Municipal de Conceição realizou uma audiência pública nessa terça-feira, 26, para debater a grave evasão escolar na única escola de ensino médio do município, a estadual Maestro José Siqueira.

            Conforme o secretário, centenas de estudantes moradores da zona rural abandonaram a escola e hoje estão sem estudar. De acordo com o levantamento realizado pelo secretário, essa evasão massiva ocorreu depois que o governo estadual transformou a Maestro José Siqueira em uma escola em tempo integral. “Os alunos que moram na zona rural não podem passar o dia todo na escola, porque moram distantes da cidade e têm seus afazeres no trabalho familiar e doméstico, até porque a vida no campo é diferente em muitos aspectos da vida urbana”, comentou Edvaldo em contato com a Folha, ao relatar que a escola, que no início do ano letivo tinha 851 matrículas, perdeu quase metade do seu alunado.

            “A audiência foi muito boa, nós fizemos uma explanação mostrando a realidade dos estudantes, e em muitos casos também há o problema de que os ônibus não chegam até a casa desses adolescentes e muitos precisam ainda andar quilômetros a pé e não têm condições de sair da escola de 5h da tarde, porque vão precisar andar a pé a noite pelo mato sem saber a hora que chega em casa”, comentou o vereador. De acordo com ele, a Promotoria de Justiça, que estava presente na audiência, comprometeu-se a se reunir com a direção escolar para buscar uma solução para o problema, que seria a volta do ensino médio regular em apenas um turno.

            Além da ação ministerial, os próprios professores vão elaborar um documento para mostrar a realidade ao governo e reforçar o pedido de providência. Edvaldo lamentou a ausência do conselho tutelar e da gerência regional de ensino. A direção da escola alvo do debate também não compareceu. “Mas ficamos satisfeitos, os pais de alunos presentes também ficaram esperançosos e nós hoje temos um documento com mais de 600 assinaturas apoiando a volta do ensino médio regular em turno único”, comentou o secretário.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados