Em 19/03/2020

 

Decreto da Prefeitura de Pedra Branca cancela festa e impõe outras medidas restritivas

 



           Por Redação da Folha – Em consonância com os governos federal e estadual, o prefeito de Pedra Branca, Allan Bastos, que é médico, baixou decreto instituindo emergência em saúde no município nessa terça-feira, 17, e adotou medidas preventivas contra o coronavírus.

           Entre as medidas restritivas adotadas pela Prefeitura estão a suspensão das aulas na rede municipal de ensino e o cancelamento da festa do próximo dia 30 em comemoração ao aniversário do município. Também estão proibidos eventos sociais, culturais, políticos e desportivos, além de feiras livres, tudo para evitar aglomerações e, consequentemente, reduzir a possiblidade de contágio.

           Conforme o prefeito, foi criado um Comitê Gestor para o enfrentamento da crise e a definição de metas que precisarão ser alcançadas. Os serviços de saúde do município serão voltados para a prevenção à doença, enquanto os demais setores da administração municipal terão expedientes apenas internos. Estão proibidas, inclusive, reuniões dos conselhos municipais. A Prefeitura também vai suspender, temporariamente, o funcionamento de academias e áreas de lazer por serem locais de grande concentração popular.

           “A orientação é para que as pessoas permaneçam em casa, porque a gente sabe que idosos, gestantes, diabéticos e doentes crônicos devem evitar locais de aglomeração, e o ideal é que todo mundo permaneça dentro de casa, evitando que as pessoas, até adultos que não apresentem sintomas, peguem o vírus e o levem para dentro de casa e infecte o pai, o avô, e essas pessoas com maior idade são as mais vulneráveis às doenças causas pelos vírus e que podem ter sintomas gravíssimos”, comentou o prefeito, ao alertar que a estrutura de saúde do estado e do pais não terá condições de suportar toda a carga de atendimentos se a evolução dos casos ocorrer de forma tão rápida, e há também a preocupação, conforme o gestor municipal, com a subnoticação dos casos por não existir dentro do estado exames para o diagnóstico da doença, ocorrendo uma demora de dias para sair o resultado. Foto: prefeito e equipe administrativa durante encontro para discutir medidas contra doença.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados