Em 05/10/2021

 

Comerciante instalado no centro de Itaporanga convive com um problema no pé de sua porta

 



          Por Redação da Folha – O comerciante Manoel Vicente Neto, conhecido popularmente como Neto Gelo, que tem uma revenda de bebidas na Avenida Getúlio Vargas, centro de Itaporanga, há anos é prejudicado por um esgoto que constantemente estoura e passa na porta do seu estabelecimento, ocasionando fedentina e o acúmulo de dejetos.

          “Já fiz de tudo para resolver isso e não tem jeito”, comentou o comerciante. Para ele, que é um pagador de impostos, em vez do poder público agir em prol da comunidade, termina é prejudicando o comércio e maculando o coração econômico da maior cidade regional. Ele é o principal, mas não é o único prejudicado.

            Diante da omissão dos órgãos responsáveis pela solução definitiva do problema, o comerciante recorreu ao Ministério Público e está aguardando uma resposta. Também encaminhou documento à Vigilância Sanitária Municipal e também já tem queixa na Cagepa e na Secretaria de Urbanismo. “O que eu peço e espero é que resolvam isso que tanto me prejudica e envergonha o centro da cidade”, comentou Neto.

         Toda a problemática está em uma antiga galeria pluvial, cuja abertura é embaixo do comércio e que terminou conectada a rede de esgoto e, ao longo do tempo, foi gerando um vulcão de imundices por causa do estouro da canalização sanitária. Apesar do pagamento à Cagepa de uma taxa elevada para manutenção do saneamento, a companhia nunca fez investimento para uma solução definitiva para o esgoto, que vive frequentemente correndo a céu aberto e jogando sob a porta do comerciante. "Quando não está estourado até que dar para seguir, mas quando esse esgoto vaza não tem quem aguente e eu passo por constrangimentos e perco clientes", lamentou.

 

 

 

 

 


 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados