Em 07/01/2019

 

As primeiras medidas do novo presidente da Câmara de Diamante

 



        Por Redação da Folha – Atualmente em recesso, a Câmara de Diamante voltará às suas atividades ordinárias no segundo sábado do próximo mês, conforme o presidente do legislativo, Adriano Santos, que assumiu a Câmara há uma semana e já tomou algumas medidas importantes para o andamento de sua gestão.

            Uma das primeiras ações foi nomear seu corpo de assessores. Os funcionários comissionados que vão auxiliá-lo na administração legislativa: Maurytânia Soares das Chagas Santos assumiu a Tesouraria; Maria Eduarda Vicente ficou na secretaria da Câmara; e para três assessorias parlamentares foram designados Édna Karla Franco Diniz, Leonardo Marques da Silva e Ivo Juvino de Sousa.

            O presidente Adriano Santos também pretende fazer uma pequena reforma física da Câmara, melhorando sua estética e as condições do trabalho parlamentar, mas, conforme ele, seu principal foco é uma gestão transparente e zelosa pelos recursos públicos.

            O novo gestor legislativo também disse que, agora como presidente da Câmara, pretende aprofundar ainda mais a fiscalização dos gastos da Prefeitura de Diamante e sua intenção é moralizar a relação entre executivo e legislativo. Ele vai exigir que não haja atraso na entrega dos balancetes de prestação de contas da Prefeitura à Câmara e que o repasse financeiro ao parlamento também não sofra retardamento. “Vou exigir também que o município não atrase o salário dos servidores municipais, caso contrário, a Câmara tomará suas providências”, comentou Adriano.

            Nesta segunda-feira, 7, ele solicitou publicamente que a Prefeitura regularize a situação dos condutores de veículos que prestam serviço ao município. Conforme o vereador-presidente, o motorista do carro-compactador que recolhe o lixo na cidade não tem habilitação para dirigir, assim também como, segundo ele, o condutor de um carro locado à secretaria de Saúde e também um motorista do veículo de uma empresa terceirizada. “Nenhum tem carteira de habilitação e é preciso que a Prefeitura tome providências imediatas para a solução desse problema”, disse Adriano Santos Bernardino.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados