Em 27/07/2020

 

Apesar de contas rejeitadas e processos por improbidade, prefeita de Diamante tentará 2º mandato

 



           Por Redação da Folha – Na semana passada, a prestação de contas da prefeita de Diamante, Carmelita de Odoniel, relativa ao seu primeiro ano de gestão, 2017, foi reprovada pelo Tribunal de Contas do Estado em função de algumas irregularidades, entre as quais o não recolhimento das contribuições previdenciárias, déficits financeiro e orçamentário, contratações sem concurso público e o não cumprimento dos limites mínimos constitucionais em saúde e educação.

            Essa decisão ainda está passível de recurso e não é impedimento para uma candidatura à reeleição da prefeita, e até mesmo os processos aos quais ela responde por improbidade administrativa e Crime de Responsabilidade não são empecilhos para o projeto eletivo da gestora, porque ela ainda não sofreu nenhuma condenação nem em primeiro nem em segundo grau.

            Sem impedimentos legais por enquanto, o desafio maior da prefeita é convencer o povo de Diamante de que merece mais um mandato, ou seja, mais quatro anos de poder. Segundo integrantes da gestão municipal, Carmelita vai disputar a reeleição e conta com as divisões oposicionistas para alcançar mais um mandato.

 

 

 

 

 


 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados