Em 21/03/2020

 

Apesar das perdas por inundação, secretário de Agricultura de Aguiar está otimista

 



          Por Redação da Folha – Se em anos anteriores foi a seca que deixou prejuízo no campo de Aguiar, agora em 2020 as perdas foram pela água. Em meados deste mês, uma cheia histórica no rio Aguiar acarretou prejuízos para muitos agricultores que plantam às margem do rio, conforme o secretário municipal da Agricultura, José Bonifácio.

           De acordo com o secretário, em função de uma forte chuva que caiu no último dia 16 sobre o município, que já vinha registrando grandes precipitações desde o começo do ano, o rio teve um aumento significativo do seu nível e alagou as terras plantadas às suas margens: a enchente destruiu lavouras de feijão e milho.

           “A chuva foi muito forte, partindo aqui da cidade com mais de 100 mm e, em alguns setores, chegou a 140, 150 milímetros, até quase 200 milímetros, como na comunidade Lancha”, comentou o secretário, narrando que, por causa da chuva, “ocorreu uma cheia enorme, inundando os baixios onde essas lavouras já estavam plantadas e até algumas, como o feijão, já estavam florando e o milho também já estava bastante desenvolvido, mas acredito que as perdas foram superiores a 50%”.

           Apesar desses prejuizos nas lavouras de baixio, José Bonifácio está otimista de que essas áreas serão replantadas e haverá satisfatória produção e que as lavouras nas terras altas vão prosperar também graças ao bom inverno em curso. Este ano, segundo o secretário, 95% das terras agrícolas do município foram aradas por ação da Prefeitura, alcançado mais de 600 hectares, beneficiando centenas de agricultores familiares.

 

 

 

 

  

          

          

 

 


 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados