Em 06/02/2019

 

Multado 5 vezes, mototaxista de Itaporanga desabafa: “não aguento mais trabalhar pra Prefeitura”

 



            Por Redação da Folha - O mototaxista Orlando Silva Lima tem 15 anos de atividade regular em Itaporanga, mas disse que nunca viveu um momento de tanta opressão contra os trabalhadores do transporte de passageiro como agora. “Tenho o alvará municipal pra prestar o serviço, a moto está em dia, sou habilitado e responsável, mas está difícil trabalhar na cidade depois que começaram essas multas, porque eles multam por brincadeira, sem necessidade, não têm respeito por ninguém, não orientam ninguém”, comentou em tom de revolta.

            Conforme o mototaxista, boa parte do seu ganho esvai-se no pagamento de multas em benefício dos cofres da Prefeitura. “Eu já paguei mais de 900 reais de multa no ano passado e agora apareceram mais duas, já são cinco, não aguento mais trabalhar pra Prefeitura, porque o pouco que eu ganho aqui é pra pagar multa”, desabafou Orlando.

            Ele reside no conjunto Chagas Soares e diz que a revolta é generalizada com a indústria de multa que, conforme ele, instalou-se em Itaporanga e está prejudicando os condutores. “O jeito que tem é deixar de trabalhar e ir pra dentro de casa, porque é botar a moto fora e eles já multam: tanta coisa errada que tem nesse trânsito, mas eles querem perseguir é a gente que trabalha direito”, comentou.

           

 

      Texto jornalístico exclusivo da Folha. Proibida a reprodução total ou parcial. Se você vê este texto em outro site ou blog denuncie (jfolhadovale@gmail.com). É preciso respeitar o direito autoral.

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados