Em 19/03/2017

 

Ao lado de Lula e Dilma, padre do Vale foi um dos destaques na visita dos ex-presidentes a Monteiro

 



             Por Redação da Folha – Milhares de pessoas acompanharam entusiasmadas, na tarde deste domingo, 19, a visita dos ex-presidentes petistas Lula e Dilma ao Eixo Leste da transposição do rio São Francisco, na cidade de Monteiro, que recebeu caravanas de pessoas de todo o estado, inclusive do Vale.

                Enquanto, em meio à multidão, muitos admiradores de Lula oriundos de cidades do Vale do Piancó misturavam-se entre os milhares de anônimos, lá em cima, no palanque, um filho do Vale ganhava visibilidade e destaque: o padre Djacy Brasileiro abriu as falas políticas com um longo discurso, onde agradeceu a Lula pela obra, enaltecendo o ex-presidente como construtor da transposição. Fez menção a santos da Igreja Católica relacionados à luta pelos recursos naturais e lembrou a defesa do Papa Francisco pelo acesso da população à água como um direito basilar, uma luta antiga do sacerdote no Sertão paraibano castigado por sucessivas secas.

                Padre Djacy é atualmente pároco de Pedra Branca e ficou conhecido nacionalmente como um dos símbolos da transposição por sua luta histórica em defesa da obra. O sacerdote vê agora com felicidade a água da transposição chegando à Paraíba, mas, pelo outro lado, é com desgosto que enxerga o rio que corta sua própria terra, seu Vale natal, excluído do projeto.

                Embora sendo o rio mais importante do Sertão, alimentando a grande caixa d’água da Paraíba, que é Coremas, distribuidora de água para grande parte do estado e Rio Grande do Norte, o Piancó ficou fora do projeto atual da transposição, mas, depois que a classe política estadual percebeu o prejuízo que isso causou ao Vale, a Patos, Pombal, Santa Luzia e a dezenas de outras cidades que bebem das águas piancoenses, agora está tentando consertar o erro premeditado que ela própria cometeu para favorecer o rio Piranhas, que não tem capacidade de armazenamento nem canais distribuidores, além de ter encarecido a obra em quase 1 bilhão de reais.

 

 

 

                Proibida reprodução total ou parcial deste texto e imagem. Infratores sujeitos a penalidades cíveis e criminais.

Informes & Opinião

Folha do Vale www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados